“Europa para os Cidadãos” em Sines

 
No passado dia 24 de Janeiro teve lugar, em Sines, uma sessão de informação sobre o Programa “Europa para os Cidadãos”, organizada em parceria pelo Centro Europe Direct Alentejo Central e Litoral e o Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEJD), com o apoio do Município de Sines. 
A iniciativa contou com uma boa afluência de representantes de Organismos Públicos da Administração Local e Organizações Sem Fins Lucrativos dotadas de personalidade jurídica de vários pontos do Alentejo que deram azo a uma sessão bastante interativa com uma audiência muito interessada e participativa.
De entre os temas expostos, houve alguns que, notoriamente, mereceram maior atenção por parte dos participantes, sendo alvo de grande parte das questões colocadas, nomeadamente, os relacionados com os critérios de elegibilidade e de atribuição, países participantes e quem pode concorrer, procedimentos de candidatura, orçamento, despesas elegíveis e calendário para 2020. 
Foram exploradas as duas vertentes - Memória Europeia e Compromisso Democrático e Participação Cívica - e as três medidas – geminação de cidades, redes de cidades e projetos da sociedade civil.
 

Prémio Jacques Delors 2020

 
O Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEJD) instituiu o Prémio Jacques Delors - Modalidade Ensaio Académico, com o objetivo de incentivar o aparecimento de obras de investigação inéditas sobre a temática da União Europeia. Considera-se incluído neste conceito dissertações de mestrado e teses de doutoramento que não tenham sido objeto de publicação, privilegiando-se, ainda, as obras que incidam sobre temas atuais e inovadores da realidade Europeia muito se agradecia o apoio dessa entidade na sua divulgação. 
 
As candidaturas encontram-se abertas até 16 de março de 2020
 
 

Programa “Europa para os Cidadãos” em Sines

 
 
O Centro Europe Direct Alentejo Central e Litoral e o Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEJD) irão levar a cabo no próximo dia 24 de janeiro, em Sines, uma sessão de informação sobre o Programa “Europa para os Cidadãos”, de forma a potenciar o surgimento a nível regional de mais de mais e melhores candidaturas a projetos financiados neste âmbito.
O programa pretende contribuir para uma melhor compreensão da União Europeia, da sua história, diversidade e valores comuns e promover a cidadania europeia, melhorando as condições para a participação cívica e democrática. Podem concorrer ao programa Organismos públicos da Administração Local ou Organizações sem fins lucrativos, dotados de personalidade jurídica.
O programa estrutura-se em 2 vertentes e 3 medidas:
– Vertente Memória Europeia (subvenção máxima 100 000EUR)
– Vertente Compromisso Democrático e Participação Cívica, com 3 medidas:
                – Geminação de Cidades (subvenção máxima de 25 000EUR);
                – Redes de Cidades (subvenção máxima de 150 000EUR);
                – Projetos da Sociedade Civil (subvenção máxima de 150 000EUR).
Convidamos a sua instituição a fazer-se representar e integrar esta sessão de informação fazendo a inscrição no seguinte formulário: https://forms.gle/2cHDZaeXwa7KGrz28
 
 

PRÉMIO JAN AMOS COMENIUS

 
 
Encontram-se em aberto, até dia 6 de fevereiro de 2020, as candidaturas ao prémio Jan Amos Comenius, que se destina a recompensar esforços excecionais de escolas e professores do ensino secundário que, através de estratégias inspiradoras, ajudam os seus alunos a aprender sobre a UE.
São elegiveis para candidatura apenas escolas secundárias (CITE nível 2 e CITE 3) estabelecidas e sediadas na União Europeia. Não são elegíveis para candidatura os níveis CITE 0 ou CITE 1.
 
Para o efeito, o concurso atribuirá um máximo de 28 prémios de 8 000 EUR cada, em lotes separados, ou seja, um prémio por Estado-Membro da UE.
O valor dos prémios é atribuído às escolas vencedoras (não a pessoas singulares). O montante dos prémios não será associado a eventuais custos incorridos pelos vencedores.
 
Mais informações em: https://bit.ly/2RdJI7x
 
 

O que é o Pacto Ecológico Europeu?

 
O Pacto Ecológico Europeu perspetiva o caminho a seguir para converter a Europa no primeiro continente neutro do ponto de vista climático no horizonte de 2050, estimulando a economia, melhorando a saúde e a qualidade de vida das pessoas, cuidando da natureza e não deixando ninguém para trás. 
O Pacto Ecológico Europeu prevê um roteiro com ações para dinamizar a utilização eficiente dos recursos, através da transição para uma economia limpa e circular, e para pôr termo às alterações climáticas, inverter a perda de biodiversidade e reduzir a poluição. Descreve os investimentos necessários e os instrumentos de financiamento disponíveis e explica como assegurar uma transição justa e inclusiva.
O Pacto Ecológico Europeu abrange todos os setores da economia, nomeadamente os transportes, a energia, a agricultura, o imobiliário e indústrias como o aço, o cimento, as TIC, os têxteis e a química.
Em março de 2020, a Comissão irá lançar um «Pacto sobre o Clima», com o objetivo de dar aos cidadãos uma voz e um papel na conceção de novas ações, na partilha de informações e na divulgação de atividades em pequena escala, assim como na apresentação de soluções, que possam ser generalizadas.
 

Ligue-se a nós

 Facebook

 Twitter

 Youtube

  Instagram 

 

Financiado por

 
 
 
 
 

Contactos

Alentejo Central: Rua Circular Norte do PITE 35, 7005-841 Évora

Alentejo Litoral: Avenida de Santiago, 1º Andar do Gabinete Municipal,

7500-170 Vila Nova de Santo André

Tel (+351) 266 769 159
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.