CE atribui prémio a teste revolucionário à resistência aos antibióticos

 
O Prémio Horizonte 2020 para uma melhor utilização dos antibióticos, no valor de 1 milhão de euros, foi entregue pelo Comissário Carlos Moedas, responsável da Comissão Europeia pela Investigação, Ciência e Inovação, durante uma cerimónia na Universidade de Leuven, na Bélgica. O Prémio Horizonte 2020 para uma melhor utilização dos antibióticos, no valor de 1 milhão de euros, foi atribuído a um teste de picada no dedo que permite diagnosticar em menos de dez minutos uma infeção bacteriana e determinar se o paciente pode ser tratado sem antibióticos. Desenvolvido pela Minicare HNL, um consórcio de investigação formado pela P&M Venge AB, da Suécia, e a Philips Electronics, dos Países Baixos, o teste é fácil de utilizar e deverá ser posto à disposição dos doentes em 2018.
 
O Comissário Vytenis Andriukaitis, responsável pela Saúde e Segurança Alimentar, entregou os três prémios europeus da saúde para as ONG que lutam contra a resistência aos antibióticos, dotados, respetivamente, de 20 000, 15 000 e 10 000 euros. A resistência aos antibióticos provocada por um recurso sistemático aos antibióticos é uma grande preocupação de saúde pública na Europa e no mundo. O primeiro prémio, de 20 000 euros, foi atribuído ao BEUC, uma organização de consumidores europeus, pela sua campanha de sensibilização «From Farm to You» que chamou a atenção para as causas da RAM, como a utilização excessiva de antimicrobianos em animais e a utilização indevida e excessiva de antibióticos na medicina humana.
 
Quanto ao Prémio de Saúde da UE, o segundo prémio, no valor de 15 000 euros, foi atribuído à Alliance to Save our Antibiotics, Compassion in World Farming and the Soil Association e o terceiro prémio, no valor de 10 000 euros, à World Alliance Against Antibiotic Resistance pela sua campanha «Acting to Preserve Antibiotics».
 
Por sua vez, o Comissário Vytenis Andriukaitis acrescentou: «Precisamos de dar visibilidade às iniciativas de sensibilização para a crescente ameaça da resistência antimicrobiana. Evitar que esta ameaça latente se transforme num pesadelo de saúde pública é a minha prioridade mais urgente na qualidade de comissário responsável pela saúde e de ex-médico. Conto com a ajuda e o empenho continuados de organizações como o BEUC.»
 
 

Ligue-se a nós

 Facebook

 Twitter

 Youtube

 

Financiado por

 
 
 
 
 

Contactos

ADRAL
Rua Intermédia do PITE, 

Lt 4 e 6 7005-513 Évora
Tel (+351) 266 769 159
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.