Quão avançado é o nosso país no domínio digital?

 
De acordo com o Índice de Digitalidade da Economia e da Sociedade (IDES) para 2017, a UE tem apresentado progressos, mas o fosso existente entre os países do topo da classificação digital e os países com menor desempenho é ainda demasiado grande. São necessários mais esforços e investimentos para tirar o máximo partido do mercado único digital.
A Comissão Europeia publicou os resultados da edição de 2017 do Índice de Digitalidade da Economia e da Sociedade (IDES), instrumento que apresenta o desempenho dos 28 Estados-Membros num conjunto de domínios, que vão da conectividade e das competências digitais à digitalização das empresas e dos serviços públicos.
Andrus Ansip, Vice-Presidente responsável pelo mercado único digital, afirmou: «A Europa está a tornar-se cada vez mais digital, mas há vários países que têm de intensificar os seus esforços. Todos os Estados-Membros devem investir mais para poderem beneficiar plenamente do mercado único digital. Não queremos uma Europa digital a duas velocidades. Devemos trabalhar em conjunto para transformar a UE num líder digital a nível mundial.»
Globalmente, a UE tem registado progressos e, relativamente ao ano passado, melhorou o seu desempenho digital em 3 pontos percentuais, mas o ritmo poderia ser mais rápido e a situação varia de um Estado-Membro para o outro (o fosso digital – ou seja o fosso entre países mais avançados e países menos avançados a nível digital é de 37 pontos percentuais, em comparação com os 36 pontos percentuais registados em 2014). A Dinamarca, a Finlândia, a Suécia e os Países Baixos lideram o IDES deste ano, seguidos do Luxemburgo, da Bélgica, do Reino Unido, da Irlanda, da Estónia e da Áustria. Os três primeiros classificados a nível da UE lideram também a classificação a nível mundial, à frente da Coreia do Sul, do Japão e dos Estados Unidos. A Eslováquia e a Eslovénia são os países da UE que têm apresentado maiores progressos. Apesar de algumas melhorias, diversos Estados-Membros, incluindo a Polónia, a Croácia, a Itália, a Grécia, a Bulgária e a Roménia, continuam a registar atrasos no seu desenvolvimento digital em comparação com a média da UE. Em relação a Portugal, ocupamos o 15º lugar do ranking.

Ligue-se a nós

 Facebook

 Twitter

 Youtube

 

Financiado por

 
 
 
 
 

Contactos

ADRAL
Rua Intermédia do PITE, 

Lt 4 e 6 7005-513 Évora
Tel (+351) 266 769 159
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.