Níveis de emprego em máximos históricos

 
Segundo a última edição do Relatório trimestral sobre a evolução do emprego e da situação social na Europa, a UE continua numa trajetória firme de crescimento e aumento do emprego.
 
O emprego na UE continua a crescer a um ritmo constante em quase todos os Estados-Membros. No segundo trimestre de 2017, e em relação ao mesmo período de 2016, o emprego aumentou 1,5 % na UE e 1,6 % na área do euro. Significa isto que, em comparação com o ano passado, existem atualmente mais 3,5 milhões e 2,4 milhões de pessoas empregadas na UE e na área do euro, respetivamente. Assim, o número total de pessoas com emprego na UE ascende a 235,4 milhões, o mais elevado de sempre. Em relação ao terceiro trimestre de 2014, este aumento corresponde a mais 8 milhões e 5,6 milhões de pessoas empregadas na UE e na área do euro, respetivamente.
 
Nos últimos quatro anos, o aumento do emprego na UE tem sobretudo beneficiado a geração mais jovem. Embora o desemprego dos jovens continue a ser demasiado elevado na UE, a taxa diminuiu de forma constante e a um ritmo mais rápido do que o desemprego global e cifra-se agora nos 16,9 %, nível inferior ao registado em 2008.
 
O relatório trimestral indica também que a economia da UE continua a sua expansão em todos os Estados-Membros, com um crescimento de 2,4 % na UE e de 2,3 % na área do euro no ano passado. Estes valores também se traduziram numa melhoria da situação financeira das famílias da UE, com um aumento do rendimento proveniente do trabalho e uma travagem no aumento das prestações sociais. Entre o primeiro trimestre de 2016 e o primeiro trimestre de 2017, quase todos os Estados-Membros continuaram a registar um crescimento do rendimento das famílias.
 
 

Ligue-se a nós

 Facebook

 Twitter

 Youtube

 

Financiado por

 
 
 
 
 

Contactos

ADRAL
Rua Intermédia do PITE, 

Lt 4 e 6 7005-513 Évora
Tel (+351) 266 769 159
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.