União da Energia — o ano da concretização

 
Em menos de três anos desde a publicação da Estratégia-quadro para a União da Energia, a Comissão apresentou com a sua estratégia «Energia limpa para todos os europeus» quase todas as propostas necessárias para concretizar o primeiro princípio da «eficiência energética», apoiar a liderança mundial da UE no domínio do clima e das energias renováveis e proporcionar um tratamento justo aos consumidores de energia.
 
Em março deste ano, o conjunto de iniciativas «Europa em Movimento» para o setor dos transportes, com o objetivo de manter a competitividade durante um processo de transição socialmente justo para as energias limpas e a digitalização, e o «pacote relativo à mobilidade limpa» apresentado em novembro — um passo decisivo para o respeito dos compromissos assumidos pela UE ao abrigo do Acordo de Paris de redução obrigatória de CO2 a nível interno de, pelo menos, 40 % até 2030 — são resultados concretos do processo de conclusão do projeto da União da Energia.
 
A realização da União da Energia exige o empenhamento e a estreita cooperação entre a Comissão, os Estados-Membros e a sociedade em geral. É precisamente por essa razão que os Estados-Membros deverão ultimar, no início de 2018, os projetos de planos nacionais integrados de energia e clima para o período pós 2020. Ter os projetos dos planos no início de 2018 é também essencial para demonstrar a liderança forte da União na cena mundial.
 
Os acontecimentos geopolíticos mantiveram a energia e o clima no topo da agenda em 2017. A intenção da administração norte-americana de se retirar do Acordo de Paris levou a UE a dar o exemplo, reforçando as sinergias entre a sua diplomacia climática e energética em resposta. A UE continuará a reafirmar o seu empenho na luta mundial contra as alterações climáticas e a reforçar as atuais parcerias mundiais.
 
O Estado da União também salienta que, embora as mudanças globais na produção de energia coloquem sérios desafios à Europa, também criam oportunidades únicas para que esta reforce o seu papel como líder mundial na transição para as energias limpas, proporcionando simultaneamente segurança energética a todos os seus cidadãos. Demonstrar ambição em questões como as energias renováveis, a eficiência energética, a ação climática e a inovação no domínio das energias limpas e garantir os sinais adequados em termos de preços no mercado são condições prévias para atrair investimentos na modernização de toda a economia da UE, em benefício dos cidadãos.
 
A União da Energia já produziu resultados, mas a continuação do seu empenhamento é fundamental para realizar as restantes tarefas. Todas as propostas legislativas relacionadas com a União da Energia apresentadas pela Comissão têm de ser tratadas como prioridades pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho.  
 

Ligue-se a nós

 Facebook

 Twitter

 Youtube

 

Financiado por

 
 
 
 
 

Contactos

ADRAL
Rua Intermédia do PITE, 

Lt 4 e 6 7005-513 Évora
Tel (+351) 266 769 159
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.