Gestão duradoura da migração: a CE traça a via a seguir

 
A Comissão propõe um roteiro político para obter, até junho de 2018, um acordo global sobre a forma de prosseguir uma política migratória sustentável.
 
À medida que a Europa se vai afastando da mera gestão de crises, é necessário chegar a acordo sobre uma política de migração da UE a longo prazo que seja estável e duradoura por forma a manter a dinâmica em todas as frentes — tanto a nível interno como externo.
 
Nos últimos três anos, a União Europeia adotou uma nova abordagem na gestão da migração, apoiando os Estados-Membros mais expostos, reforçando a proteção das fronteiras externas da UE e intensificando a nossa cooperação com os países parceiros. Mesmo se, graças a uma ação coordenada, foi possível estabilizar uma situação extremamente instável - tendo o número de migrantes em situação irregular que chegou à UE diminuído 63 % em 2017 - a tendência que se desenha para os próximos anos, conjugada com certos fatores como as alterações climáticas, a situação de segurança e a demografia na UE e nos países vizinhos, faz antever que a migração continuará a ser um desafio importante durante várias décadas.
 
A Comissão recomenda aos dirigentes que façam avançar os trabalhos em curso realizando progressos rápidos na reforma do Sistema Europeu Comum de Asilo da UE, reforçando as parcerias com países terceiros, continuando a abrir vias legais para a Europa e garantindo financiamento adequado para o futuro. Só uma abordagem global poderá funcionar. Centrar-se unicamente na dimensão interna e no apoio aos Estados-Membros não é suficiente. Ao mesmo tempo, uma política de migração externa não pode, isoladamente, resolver o desafio migratório que se coloca à Europa.
 

Ligue-se a nós

 Facebook

 Twitter

 Youtube

 

Financiado por

 
 
 
 
 

Contactos

ADRAL
Rua Intermédia do PITE, 

Lt 4 e 6 7005-513 Évora
Tel (+351) 266 769 159
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.