Quer ajudar a tirar o lixo dos oceanos? A Comissão Europeia espera pelas suas sugestões

Como se sentiria se soubesse que aquele saco de plástico que deixou na praia há uns anos estava agora no seu prato do almoço? É um risco que todos corremos: ingerir pequenas partículas de plástico resultantes de todas as más práticas ambientais em todo o mundo. Ciente deste flagelo, a Comissão Europeia está a apelar à participação de todos para encontrar soluções para o problema.
A quantidade de poluição nos oceanos, especialmente por plásticos, afecta negativamente a biodiversidade e saúde dos oceanos. Na Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável – Rio+20, realizada em 2012 no Rio de Janeiro (Brasil), propôs-se que a quantidade de resíduos sólidos, incluindo plásticos, nos mares e oceanos fosse reduzida até 2025.
A Comissão Europeia quer ir mais longe com o seu 7º Programa de Ambiente, proposto em 2012, e que inclui várias medidas de protecção ambiental e do seu impacto na saúde humana. Pretende, assim, estabelecer uma meta de redução do lixo marinho para todos os Estados-membros.
Neste momento, todos os interessados – indústrias de plásticos, de pescas ou de navegação, organizações não-governamentais, autoridades locais e nacionais e todos os cidadãos – são convidados a preencher um questionário em inglês, para avaliar o que pensa cada um destes grupos sobre as medidas que poderão ser tomadas. O questionário pode preencher-se até ao próximo dia 18 de Dezembro.


Para mais informação e para preencher o questionário: www.publico.pt/ciencia

Estados-membros da UE e Parlamento Europeu selam acordo sobre Orçamento de 2014

Foram precisas 15 horas de negociações para alcançar proposta que deverá ser aprovada formalmente no espaço de 14 dias.
Os 28 Estados-membros da União Europeia (UE) e o Parlamento Europeu chegaram, esta segunda-feira, 11 de Novembro, a acordo sobre o Orçamento comunitário de 2014, novamente marcado pela austeridade.
"Foram umas negociações longas, mas valeu a pena: a presidência lituana alcançou um acordo com o Conselho da UE e o Parlamento Europeu sobre o orçamento comunitário de 2014 que favorece o crescimento, o emprego e a inovação", salientou a representação da Lituânia na sua conta da rede social Twitter.
O comissário europeu do Orçamento, Janusz Lewandowski, titular adjunto da pasta das Finanças da Lituânia, Algimantas Rimkunas, e o chefe negociador do Parlamento Europeu, Alain Lamassoure, selaram o acordo brindando com champanhe, refere a agência Efe.
O orçamento acordado conta com uma dotação de 142.640 milhões de euros em compromissos e 135.505 milhões de euros em pagamentos, mais 414 milhões e 500 milhões de euros, respectivamente, face aos valores estabelecidos inicialmente como limite pelos Estados-membros.

Conferência da ONU sobre as alterações climáticas: Será uma semana dura, mas temos que apresentar resultados

A conferência das Nações Unidas sobre as alterações climáticas terá lugar em Varsóvia, de 11 a 22 de Novembro. Vai focar-se nas negociações para ajudar os países a adaptarem-se e a preparar a conferência de 2015 em Paris, onde será desenhado um novo acordo internacional aplicável a todos os países após 2020. O eurodeputado alemão Matthias Groote (S&D), chefe da delegação do Parlamento Europeu, explica os objectivos e as expectativas.

Qual é o principal objectivo da delegação?
Enquanto delegação do Parlamento Europeu, a nossa função é manter o debate com o maior número possível de equipas (ONGs, delegações). Já temos um acordo de corta as emissões dos automóveis e outro para cortar as emissões até 2020 cerca de 20 % relativamente aos níveis de 1990. Esta é uma mensagem que podemos vender. Queremos compromissos reais de todas as regiões do mundo. Queremos seguir em frente agora e não em 2018 ou 2020. Temos de ter em mente Paris 2015 e temos que exigir compromissos vinculativos, também dos países em vias de desenvolvimento. Precisamos de mais apoio financeiro dos países desenvolvidos.

Com que resultados ficaria satisfeito?
A conferência em Varsóvia serve como preparação para Paris, onde teremos que decidir novas medidas e quotas para o período pós-2020. Esperamos que existam promessas e compromissos claros em Varsóvia. Gostaria de ver as maiores economias a comprometerem-se com o Fundo Verde contra as Alterações Climáticas porque corremos o risco de perder a confianças dos países menos desenvolvidos. Será uma semana dura, com muitas discussões até altas horas da manhã, como já é tradição, mas temos que apresentar resultados.

Para mais informação consulte: europarl.europa.eu/news/pt

Prémio LUX: os realizadores dos filmes finalistas revelam a sua fonte de inspiração

Clio Barnard, Valeria Golino e Felix van Groeningen são os três realizadores dos filmes que se encontram na corrida ao Prémio LUX, um galardão atribuído pelo Parlamento Europeu para celebrar o melhor do cinema europeu. Conheça as fontes de inspiração destes três realizadores enquanto os eurodeputados escolhem o vencedor do Prémio LUX 2013.
Clio Barnard, The Selfish Giant
Inspiração: “Conheci um rapaz chamado Matty que vivia em The Arbor, uma rua em Bradford. O filme baseia-se nele e na sua relação com o seu melhor amigo. Li o The Selfish Giant aos meus filhos quando eram pequenos e sempre quis fazer uma versão contemporânea e realista desta história.”
O desafio: “A história mostra-nos quão perigoso é excluir crianças, tudo o que se perde quando não se podem expressar, quando o seu valor não é reconhecido. Matty e o seu amigo eram crianças na margem de uma comunidade já por si marginalizada, por isso já sabia quem seriam as crianças, mas tive dificuldades em perceber quem poderia ser o gigante.”
Valeria Golino, Miele
Inspiração: “Li o livro A nome tuo de Mauro Covacich há três anos. Achei-o um livro impressionante. Muito contemporâneo, doloroso e provocador, com uma personagem feminina italiana única.”
Desafio: “Como actriz, para dar o salto e realizar um filme, teria que o fazer por algo que fosse muito difícil. A morte e a decisão de acabar com a tua vida …Queria fazer algo sem ideologias, sem certezas.”
Felix van Groeningen, The Broken Circle Breakdown
Inspiração: “Quando assisti à peça pela primeira vez, pensei que era realmente fantástico. Todos os elementos funcionavam perfeitamente, e no conjunto alcançavam uma grande grandeza. Um casal perde um filho. Como vão este homem e esta mulher lidar com a dor?”
O desafio: "Queria fazer o melhor filme possível e tive que fazer escolhas muito difíceis”.

Para mais informações, consulte: europarl.europa.eu/news/pt

Plano ambicioso da UE poderá reduzir a utilização dos sacos de plástico em até 80 %

Plano apresentado pela Comissão poderá reduzir radicalmente a utilização dos sacos de compras em plástico de usar e deitar fora ao longo dos próximos quatro anos.
Ao abrigo da proposta, os países da UE deverão desincentivar a utilização dos sacos de plástico leves da forma que considerarem mais apropriada. Entre as opções possíveis estão a tributação, a proibição ou a adopção de metas nacionais de redução da utilização dos sacos de plástico.
Actualmente, cada europeu utiliza, em média, 198 sacos de plástico descartáveis por ano, o equivalente a um saco de plástico por dia por agregado familiar. Mas este valor varia muito de país para país, oscilando entre 4 sacos por pessoa na Dinamarca e na Finlândia e 466 em Portugal, na Eslováquia e na Polónia.
Mudar o comportamento dos consumidores
Muitos dos países da UE que introduziram taxas obrigatórias sobre a utilização dos sacos de plástico de usar e deitar fora assistiram a uma redução drástica da utilização deste tipo de sacos, já que os consumidores tinham de pagar cada vez que utilizavam um saco.
Os quase 100 mil milhões de sacos de plástico que todos os anos são dados pelos supermercados e outras lojas aos seus clientes só são utilizados uma vez durante cerca de 20 minutos, mas levam centenas de anos a degradar-se. Além disso, anualmente, 8 mil milhões desses sacos acabam por ir poluir os rios e os lagos ou sujar as ruas e degradar a paisagem.

 

Para mais informação consulte: ec.europa.eu/news/environment/131108_pt

Assista também ao vídeo: www.tvlink.org

Ligue-se a nós

 Facebook

 Twitter

 Youtube

 

Financiado por

 
 
 
 
 

Contactos

ADRAL
Rua Intermédia do PITE, 

Lt 4 e 6 7005-513 Évora
Tel (+351) 266 769 159
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.