Actuar, reagir, fazer é o slogan para as eleições europeias

Já começou a contagem decrescente para as eleições europeias que decorrem dentro de oito meses.
Os meios para tentar derrotar os habituais altos níveis de abstenção foram apresentados, esta terça-feira, na sessão plenária do Parlamento Europeu, em Estrasburgo.
Uma campanha que quer explicar porque é que esta eleição é tão decisiva.
“Pela primeira vez, cada grupo político vai nomear o seu candidato para Presidente da Comissão, em Março de 2014”, isto é, dois meses antes das eleições, explicou o eurodeputado austríaco Othmar Karas.
A campanha eleitoral vai custar 16 milhões de euros, recorrendo a acções no terreno, aos meios de comunicação social tradicionais e às redes sociais.
Uma estratégia para travar o aumento de movimentos extremistas e anti-europeus.
Mas o eurodeputado eurocéptico britânico Nigel Farage diz que é um desperdício: “Isto não vai fazer diferença nenhuma porque temos agora uma maioria de europeus, em todos os Estados-Membros, que estão insatisfeitos com esta Europa e com a direcção em que segue a União Europeia”.
“Actuar, reagir, fazer” é o slogan para as eleições que elegem 751 eurodeputados, num momento de grande crise económica.
O voto está marcado em Portugal para 25 de Maio, para escolher os 21 novos representantes.

Google entrega novas propostas à UE para evitar acusação

Está dado mais um passo na investigação que mais parece um jogo de xadrez. Tanto a Google como os reguladores têm realizado "movimentos" cautelosos por forma a evitar uma multa de cinco mil milhões de euros.
A Google já entregou um conjunto de novas medidas que está disposta a executar por forma a evitar uma acusação de práticas anti-concorrenciais no mercado europeu. A submissão foi confirmada pela União Europeia que diz estar a analisar "cuidadosamente" as propostas da tecnológica americana.
"Se ficarmos satisfeitos com as propostas então vamos avançar para uma solução nos próximos meses", referiu um porta-voz da UE, Jonathan Todd, à Associated Press.
A tecnológica norte-americana não teceu qualquer comentário sobre as novas medidas, garantindo apenas que continua a trabalhar de perto com o órgão europeu para evitar uma acusação formal. Nos EUA e num caso de moldes semelhantes, a gigante dos motores de busca "livrou-se" da acusação da FTC.
O grupo FairSearch, uma organização onde está incluída a Microsoft, já veio a público reclamar que todos os contra-interessados devem ter a oportunidade de aceder às propostas da Google e de as experimentar num teste de mercado.
As novas propostas foram entregues meses depois de o último conjunto ter sido considerado como insuficiente pelos reguladores europeus. A Google é suspeita de usar a sua posição dominante no mercado das pesquisas para favorecer os serviços e produtos próprios nos resultados do motor de busca.
Pelas regras da União Europeia, e caso a Google venha a ser acusada e condenada, a multa pode chegar até ao valor de cinco mil milhões de euros - um número que é baseado nas receitas mundiais da empresa no último ano fiscal.

Cimeira do G20: Persistir nos nossos esforços

Esta Cimeira do G20 deve enviar uma forte mensagem de confiança de que a recuperação irá continuar, afirmou Durão Barroso antes da cimeira de São Petersburgo.
«A UE cumpriu os compromissos assumidos no ano passado, mas a recuperação a nível mundial continua frágil. (...) Na Europa, vivemos um ponto de viragem», declarou o Presidente da Comissão, salientando, ao mesmo tempo, que «embora não se possa subestimar o elevado nível de desemprego, existem sinais positivos de retoma.» Durão Barroso considerou extremamente importante envidar todos os esforços para assegurar que a recuperação seja sustentável ao longo do tempo, acrescentando: «É por isso que a credibilidade e a confiança são fundamentais». O Presidente espera que o G20 adopte o plano de acção de São Petersburgo enquanto instrumento para uma acção colectiva duradoura em favor do crescimento e do emprego.
 Durão Barroso também se pronunciou sobre as suas expectativas em relação aos outros principais pontos da ordem de trabalhos da Cimeira do G20: fiscalidade, regulação financeira e comércio.

Progresso tornou europeus 11 centímetros mais altos

Os homens europeus são, em média, 11 centímetros mais altos do que eram há um século, medindo 1,78 m.
Tal deve-se, sobretudo, aos progressos no combate a várias doenças, mas também à melhoria das condições socioeconómicas.
O estudo do economista Timothy Hatton, da universidade britânica de Essex, cobre o período de 1870 a 1980, em 15 países.
No caso de Portugal, a média é de mais oito centímetros, atingindo 1,72 m. Mas os dados existem só desde 1911.
Martine Vercauteren, professora na Universidade Livre de Bruxelas, explica que “este é um processo que se tornou evidente depois da revolução industrial nos países europeus, na América do Norte e nalguns países africanos. É algo que se explica pela melhoria das condições de vida, que suprimiu factores que desaceleram o crescimento e que impedem a expressão de todo o nosso potencial genético”.

Qualidade das águas balneares

Chipre e Luxemburgo com os melhores resultados.
A qualidade das águas balneares da Europa continua a melhorar. Quase todas as praias, lagos e rios europeus cumprem as normas de qualidade exigidas para se poder tomar banho.
Está a pensar ir à praia este ano? Então gostará certamente de saber que as águas de 95 % das praias e de 91% dos rios e dos lagos europeus satisfazem as normas mínimas de qualidade da UE.
Segundo o relatório mais recente relativo à época balnear de 2012, a maioria dos sítios recebem uma classificação «excelente» numa percentagem igual à do ano anterior, mas o número de sítios com uma classificação «suficiente» aumentou.
Vai a banhos? Verifique:
• Qualidade das águas balneares perto de si
Antes de escolher uma praia, verifique a qualidade das águas balneares
• Sistema de Informação sobre a Água para a Europa
Descarregar dados e consultar mapas interactivos
• Significado dos símbolos sobre a qualidade das águas balneares
Quando tomar banho esteja atento a estes símbolos
• Eye on Earth
Portal interactivo sobre a qualidade das águas balneares perto de si  

Ligue-se a nós

 Facebook

 Twitter

 Youtube

 

Financiado por

 
 
 
 
 

Contactos

ADRAL
Rua Intermédia do PITE, 

Lt 4 e 6 7005-513 Évora
Tel (+351) 266 769 159
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.