Google entrega novas propostas à UE para evitar acusação

Está dado mais um passo na investigação que mais parece um jogo de xadrez. Tanto a Google como os reguladores têm realizado "movimentos" cautelosos por forma a evitar uma multa de cinco mil milhões de euros.
A Google já entregou um conjunto de novas medidas que está disposta a executar por forma a evitar uma acusação de práticas anti-concorrenciais no mercado europeu. A submissão foi confirmada pela União Europeia que diz estar a analisar "cuidadosamente" as propostas da tecnológica americana.
"Se ficarmos satisfeitos com as propostas então vamos avançar para uma solução nos próximos meses", referiu um porta-voz da UE, Jonathan Todd, à Associated Press.
A tecnológica norte-americana não teceu qualquer comentário sobre as novas medidas, garantindo apenas que continua a trabalhar de perto com o órgão europeu para evitar uma acusação formal. Nos EUA e num caso de moldes semelhantes, a gigante dos motores de busca "livrou-se" da acusação da FTC.
O grupo FairSearch, uma organização onde está incluída a Microsoft, já veio a público reclamar que todos os contra-interessados devem ter a oportunidade de aceder às propostas da Google e de as experimentar num teste de mercado.
As novas propostas foram entregues meses depois de o último conjunto ter sido considerado como insuficiente pelos reguladores europeus. A Google é suspeita de usar a sua posição dominante no mercado das pesquisas para favorecer os serviços e produtos próprios nos resultados do motor de busca.
Pelas regras da União Europeia, e caso a Google venha a ser acusada e condenada, a multa pode chegar até ao valor de cinco mil milhões de euros - um número que é baseado nas receitas mundiais da empresa no último ano fiscal.

Cimeira do G20: Persistir nos nossos esforços

Esta Cimeira do G20 deve enviar uma forte mensagem de confiança de que a recuperação irá continuar, afirmou Durão Barroso antes da cimeira de São Petersburgo.
«A UE cumpriu os compromissos assumidos no ano passado, mas a recuperação a nível mundial continua frágil. (...) Na Europa, vivemos um ponto de viragem», declarou o Presidente da Comissão, salientando, ao mesmo tempo, que «embora não se possa subestimar o elevado nível de desemprego, existem sinais positivos de retoma.» Durão Barroso considerou extremamente importante envidar todos os esforços para assegurar que a recuperação seja sustentável ao longo do tempo, acrescentando: «É por isso que a credibilidade e a confiança são fundamentais». O Presidente espera que o G20 adopte o plano de acção de São Petersburgo enquanto instrumento para uma acção colectiva duradoura em favor do crescimento e do emprego.
 Durão Barroso também se pronunciou sobre as suas expectativas em relação aos outros principais pontos da ordem de trabalhos da Cimeira do G20: fiscalidade, regulação financeira e comércio.

Progresso tornou europeus 11 centímetros mais altos

Os homens europeus são, em média, 11 centímetros mais altos do que eram há um século, medindo 1,78 m.
Tal deve-se, sobretudo, aos progressos no combate a várias doenças, mas também à melhoria das condições socioeconómicas.
O estudo do economista Timothy Hatton, da universidade britânica de Essex, cobre o período de 1870 a 1980, em 15 países.
No caso de Portugal, a média é de mais oito centímetros, atingindo 1,72 m. Mas os dados existem só desde 1911.
Martine Vercauteren, professora na Universidade Livre de Bruxelas, explica que “este é um processo que se tornou evidente depois da revolução industrial nos países europeus, na América do Norte e nalguns países africanos. É algo que se explica pela melhoria das condições de vida, que suprimiu factores que desaceleram o crescimento e que impedem a expressão de todo o nosso potencial genético”.

Qualidade das águas balneares

Chipre e Luxemburgo com os melhores resultados.
A qualidade das águas balneares da Europa continua a melhorar. Quase todas as praias, lagos e rios europeus cumprem as normas de qualidade exigidas para se poder tomar banho.
Está a pensar ir à praia este ano? Então gostará certamente de saber que as águas de 95 % das praias e de 91% dos rios e dos lagos europeus satisfazem as normas mínimas de qualidade da UE.
Segundo o relatório mais recente relativo à época balnear de 2012, a maioria dos sítios recebem uma classificação «excelente» numa percentagem igual à do ano anterior, mas o número de sítios com uma classificação «suficiente» aumentou.
Vai a banhos? Verifique:
• Qualidade das águas balneares perto de si
Antes de escolher uma praia, verifique a qualidade das águas balneares
• Sistema de Informação sobre a Água para a Europa
Descarregar dados e consultar mapas interactivos
• Significado dos símbolos sobre a qualidade das águas balneares
Quando tomar banho esteja atento a estes símbolos
• Eye on Earth
Portal interactivo sobre a qualidade das águas balneares perto de si  

Membros do BCE divididos sobre novo corte de juros

Os recentes dados macroeconómicos positivos para a zona euro retiram espaço para um novo corte de juros.
Membros do Conselho de Governadores do Banco Central Europeu (BCE) revelaram divisões internas sobre a possibilidade de existir espaço para uma nova descida dos juros, já em mínimos históricos, nos 0,5%, à medida que os dados macroeconómicos sugerem uma recuperação da economia da zona euro.
Reunidos em Jackson Hole, que junta anualmente banqueiros centrais de todo o mundo, o responsável pela Autoridade Monetária no Chipre, Panicos Demetriades, afirmou no sábado que o BCE não pode excluir desde já a possibilidade de voltar a cortar a taxa de juro de referência. Por outro lado, o Governador do Banco da Áustria, Ewald Nowotny, disse não ver "muitos argumentos para um novo corte de juros" depois do recente "filão de boas notícias".
As divisões no seio do Conselho de Governadores começam a surgir quando o BCE se prepara para actualizar previsões no próximo mês. A economia da zona euro emergiu da mais longa recessão ao registar um crescimento em cadeia de 0,3% no segundo trimestre. A maioria dos economistas consultados pela Bloomberg espera agora que os dados que serão revelados esta semana pela Comissão Europeia sobre a confiança no Bloco saiam ao nível mais elevado desde Março de 2012.
 

Ligue-se a nós

 Facebook

 Twitter

 Youtube

 

Financiado por

 
 
 
 
 

Contactos

ADRAL
Rua Intermédia do PITE, 

Lt 4 e 6 7005-513 Évora
Tel (+351) 266 769 159
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.